Esqueci a senha Associe-se

Notícias

Vantagens de utilizar o processo de corte de metais por Plasma

O processo que já teve pouca credibilidade na indústria de corte de metais, hoje agrupa as principais tecnologias em sistemas de cortes manuais e mecanizados do segmento.

 

 

O processo que já teve pouca credibilidade na indústria de corte de metais, hoje agrupa as principais tecnologias em sistemas de cortes manuais e mecanizados do segmento.

 

Desde a década de 50, o corte a plasma - que consiste num processo similar ao de Soldagem por arco elétrico com gás de proteção - vem conquistando um espaço considerável na indústria do corte de metais. O processo passou por muitas etapas de aprimoramento até chegar ao patamar de forma mais eficiente para cortes de metais.

 

Em um passado não tão distante o corte a plasma era dono de uma reputação  muito negativa  no mercado de corte de metais, o ângulo de corte e a inconsistência do processo eram as grandes dificuldades no segmento.  Mas graças ao avanços tecnológicos dentro do setor a importante reviravolta aconteceu na história do corte plasma e hoje ele está entre os principais processos de corte metálicos.

Há várias vantagens em recorrer a esse processo no caso de corte de chapas metálicas, dentre essas, a principal consiste na redução do risco de deformação por conta da redução da zona termicamente afetada(ZTA). As demais seriam:

·        Corta todos os metais condutivos de eletricidade

·        Cortes com grande precisão

·        Pequena zona afetada pelo calor

·        Custo do equipamento, atualmente bastante razoável

·        Consumíveis e acessórios facilmente encontrados no mercado

·        Processo de fácil entendimento, proporcionando um treinamento muito efetivo e rápido para o operador

·        Opções de equipamentos de Corte Automatizados (CNC), proporcionando altíssima precisão nos cortes e grande produção.

Em Pernambuco existe uma empresa associada da Rede que é especializada no corte e conformação de chapas metálicas com plasma é a JEFFIL, empresa que conta com um parque industrial com máquinas revolucionárias em relação à corte a plasma, seus serviços são feitos com modernas máquinas de dobras, metaleira múltipla-função e máquinas de solda. A empresa tem uma sede em Pombos-PE, e conta com mais de 10 colaboradores.

 

Com o portfólio recheado, o Engenheiro Mecânico e CEO da JEFFIL, Jefferson Barros, é quem está a frente da empresa, ele participou do programa de graduação sanduíche na T.U-Braunschweig Alemanha, daí o perfeccionismo dos cortes; Ele também trabalhou na BMW, assim desenvolvendo o mais aguçado sentido para o aprimoramento dos serviços da empresa. Durante o período de graduação trabalhou desenvolvendo e fabricando carros off-road e após formado, trabalhou na Gestamp Wind Steel na fabricação e montagem de torres (100m) para turbina eólica e também na Odebrecht como responsável pela montagem do canteiro industrial da Arena Pernambuco e hoje é ele quem está a frente da JEFFIL.

 

“O Plasma é uma forma, isso significa que pode causar queimaduras ou casos mais graves.O  uso inadequado desses equipamentos pode ocasionar esmagamento de dedos e braços, no caso de peças pesadas no manuseio também pode causar acidente de operação.” Argumenta o presidente da empresa, Jefferson Barros.

 “A empresa nasceu da necessidade do serviço de corte e conformação de chapas metálicas com qualidade diferenciada, de acordo com as demandas do mercado que buscavam um serviço que atendesse e superasse as expectativas dos clientes, supervalorizando a qualidade, a tecnologia, o relacionamento, a transparência e o compromisso com seus clientes, meio ambiente e a sociedade.” Complementa.

Página Relacionada: Nenhuma Página Informada

Matéria no NoticiadorWeb: Vantagens de utilizar o processo de corte de metais por Plasma

Autor: Rede de Negócios de Pernambuco (RENEPE)

Data de Publicação: 16/04/2015

Esta notícia já foi visualizada 2244 vezes.

Esta notícia ainda não tem comentários.

Deixe um comentário

Nome 
E-mail 
Telefone 
Desejo receber notificações se alguém mais comentar a noticia.



Outras Notícias

Ver mais notícias
Facebook